O lado certo do errado.
©
Preciso sair de cena
Morrer bêbado na praia
E tornar a viver em um lindo verão.
Tenho ao rosto calejado dos socos da vida
E o sorriso podre das drogas que tomei
Sou o fim
Desmerecido e acabado.
Meu beijo tem gosto de morte
Sangue coagulado nas escadas e minha alma foragida
Tens me abandonado?
Sou forte o suficiente?
A morte flerta comigo
No ponteiro do carro
Na cocaína na pia do banheiro
Na roleta russa que nunca da certo.
Então eu lhe pergunto,
Temos a faca e os pulsos.
Por que não cortar?
- Anthony Juszczak. (via oxigenio-dapalavra)

bunnyjennyphotos:

shooting nakey in abandoned houses

eu até acho bonito
esse seu jeito tímido
quando o assunto é trepar

você sorri de canto
quando eu digo que amo
os seus beijos na nuca
que quase me faz gozar

me olhando de esguelha
mesmo que você nada fale
eu sei meu bem
o que você quer

meu corpo colado no seu
você sussurrando o quanto é bom
eu amando sentir o seu prazer
e sabendo que somos um só.
- Penejar (via a-musicista)

velejarmos:

birdhearts:

artisalwaysbetterthansadness:

stretchmarks. self harm scars. fat. rolls. cellulite. 

skin.

beautiful

still bealtiful







top ↑